eKonomia

Gerir melhor o seu dinheiro

Cartão de crédito em Portugal

Os bem conhecidos cartões de crédito estão hoje em dia presentes em praticamente todas as carteiras. O cartão de crédito é um meio de pagamento electrónico. O pagamento electrónico em geral com cartão é o meio de pagamento mais difundido em Portugal e na maioria dos países ocidentais. E a razão do sucesso é óbvia: é muito mais cómodo do que as moedas e as notas, e dos cheques, nem se fala. Para mais, também é mais seguro, apesar de existir muita gente com medo de fraudes. Se eu perder o meu cartão de pagamento, a pessoa que o encontrar vai ter que conhecer o código secreto para poder fazer pagamentos, e ter a sorte que eu não anule o meu cartão antes. Se eu perder a minha carteira com 500 euros em notas, posso dizer adeus até nunca mais às minhas notas.

Cartão de pagamento

O cartão de crédito é uma das variantes dos cartões de pagamentos, um serviço prestado pelos organismos financeiros. Como o nome indica, esse serviço corresponde à um crédito, para poder pagar mais tarde o que compra hoje. Ao contrário de um cartão de débito, onde a sua conta associada ao cartão é debitada instantaneamente, com o cartão de crédito, você vai fazendo as suas compras durante o mês, sem nunca ser debitado. Numa data fixa em cada mês, que você em geral vai combinar com o seu banco, a factura de tudo aquilo que comprou vai-lhe ser apresentada, e vai ter que pagar de uma só vez ou em várias vezes. Isto para os cartões de créditos clássicos.

Os cartões de crédito permitem assim uma grande flexibilidade para poder fazer as suas compras, permitindo-lhe ter mais dinheiro quando precisa dele, e pagar em períodos em que já não precisa assim tanto do dinheiro. Um caso típico é o uso dos cartões de crédito para pagar as compras do Natal, onde as prendas e a festa custam bastante caro, como toda a gente sabe. A flexibilidade dos cartões de crédito fazem com que pode comprar o que quiser, não é preciso pedir um empréstimo ao banco onde vai ter que justificar tudo aquilo que quer comprar.

Mas tanta facilidade com este meio de pagamento tem um preço.

Antes de mais, os cartões de crédito estão na sua maioria limitados no valor das compras: quanto menos limitado, quanto mais caro será a anuidade a pagar pelo cartão (isto dependo dos bancos). Esta limitação também garante que não possa fazer despesas superiores ao que poderá pagar depois. Pode ser frustrante quando ficar trancado na caixa de um supermercado porque atingiu o limite máximo do seu cartão!

A segunda desvantagem dos cartões de crédito: as taxas de juro. O cartão de crédito é uma vantagem, um serviço, e como tal, os bancos cobram para isso, e não é pouco! O cartão permite obter um crédito da maneira mais simples que existe, mas como todos os créditos, há que se pagar os juros: se optar por reembolsar em vários meses, prepara-se a pagar bastante mais de juros do que para o seu crédito auto.

A última e principal desvantagem a meu ver: é preciso ter um rigor nas contas e uma gestão impecável do dinheiro. Se como eu já não sabe por onde é que anda quando vai às compras, é melhor escolher um cartão de débito! Talvez não tenha uma linha de crédito associada atrás como para um cartão de crédito, mas pelo menos consegue ver logo de caminho quanto dinheiro é que já gastou e quanto é que sobra para o resto do mês…

Empresas que fazem cartões de crédito

Existe três empresas mundiais que emitem cartões de pagamentos electrónicos: a Visa, líder mundial, a MasterCard, e finalmente a American Express. O sucesso de um cartão está directamente relacionado com a quantidade de estabelecimentos que aceitam o cartão como meio de pagamento. Hoje em dia, quase todos aceitam Visa e MasterCard. Dizem que a MasterCard é mais fiável do que a Visa, mas até hoje não sei dizer qual dos dois será mesmo a melhor a esse respeito: quantos de nós ficaram a espera da validação do pagamento, para ver no final que ele não passou, que seja Visa ou MasterCard? A American Express (cartões Amex) é mais utilizada nos Estados Unidos, com clientes com um certo prestigio: implica em geral limites de pagamentos bastante altos e descontos.

Qualquer banco português pode propor-lhe cartões de crédito. Que seja a CGD, o BES, o BCP, tanto faz. O que deverá olhar mais são as diferenças entre os cartões: anuidades, limites de pagamentos, juros. O essencial aqui, é de não se deixar influenciar por pormenores puramente marketing. Será que precisa mesmo de um cartão de pagamento “Benfica” ou “MTV”? Ou prefere antes um cartão com juros baixos? Repara que a grande maioria dos cartões de crédito clássicos estão com um TAEG de 21%! Ou seja, se decidir de pagar num ano aquilo que comprou hoje, vai ficar-lhe 21% mais caro do que o preço original. Raras são as vezes em que paga durante tanto tempo uma compra feita com cartão de crédito, mas já dá para ver porque razão os bancos gostam tanto de nos fazer publicidade para este tipo de pagamento: é muito rentável.

Para ter uma ideia daquilo que penso destes cartões que dizem dar muitos descontos, muitas vantagens e pagamentos em 3 vezes sem juros etc : qualquer pagamento que faça com estes cartões e normalmente sem utilizar estas opções mágicas promocionais (e limitadas) vai custar-lhe 25% de juros, ainda mais do que um cartão clássico. O “cartão de sócio” da selecção nacional, emitido pelo BES é um magnífico exemplo de oportunismo comercial: “O cartão “sócio da Selecção Nacional” é o cartão que o distingue como o principal entusiasta, o 12º jogador da Selecção.” Pois, só que o TAEG, em letras miudinhas, é de 25,7%. Este TAEG é equivalente ao TAEG do cartão Caixa Gold, um cartão de prestígio da Caixa Geral de Depósitos, que permite fazer pagamentos sem que o comerciante lhe ria na cara.

Acho também engraçado que a Deco Proteste, uma associação de defesa do consumidor, faça cartões de crédito, em colaboração com a UNICRE. E verdade que o TAEG é bastante baixo em relação ao resto do mercado, 9,9%. Mas claro está, tem que ser associado da Deco. Ninguém dá nada a ninguém!

Existe assim também instituições especializadas em cartões de crédito, como a Unibanco, que pertence à UNICRE, mais antiga empresa em Portugal a comercializar cartões de pagamento. O mais impressionante, é ver os hipermercados e outras grandes lojas também lançarem, ao exemplo do que se faz no estrangeiro, cartões de pagamento a crédito: é o caso da Sonae com o Cartão Modelo e Continente, por exemplo, com um TAEG de 22,23%. Estes cartões só podem ser usados nas lojas que o emitiram: pouco interesse à não ser a simplicidade em obter esta forma de pagamento, bastante menos complicada do que num banco tradicional.

Uma das empresas mais conhecidas no mercado português, com publicidades muito agressivas, é a Citi, que se vê um pouco por toda a parte na Internet. Neste momento, oferecem uma máquina de café se aderir ao cartão, que têm um TAEG de… 31,3%.

Tenho aqui que dar algumas precisões todavia: é rara uma pessoa fazer um crédito com cartão que vai durar um ano, eu pelo menos não o faço. Pago sempre a pronto, ou no máximo a 30 dias. Muito dos cartões de crédito propõem de fazer pagamentos sem juros se for, como por exemplo no caso da Citi, à menos de 50 dias.

Pagar na Internet com o cartão de crédito

É sem dúvida uma das minhas principais chatices na Internet em Portugal: é difícil pagar com o meu cartão português clássico, quando com o meu cartão Visa normal francês, faço-o com toda a comodidade. Em Portugal, dizem-me que é por razões de segurança. A realidade é mais simples: o cartão clássico é um simples Visa Electron, que não têm os três dígitos por detrás, necessários para se fazer compras na Internet. Resultado: é preciso passar pelo MB Net, um cartão de crédito virtual. Em cada pagamento que fizer na Internet, vou ao site da MB Net, identifico-me, e um número de cartão é me atribuído. Muito pouco prático quando se faz várias compras na Internet por mês, complica o processo, e bastante.

4 commentários para “Cartão de crédito em Portugal”

  1. Alberto branco says:

    4000 euros

  2. Nelia delgado says:

    Eu quero 1000 euros

  3. joao matos says:

    gostaria se possivel fazer um cartao de credito

  4. Cartao visa says:

    Boa tarde eu gostaria de saber onde posso fazer um cartao visa e kais os documentos ke presciso eu vivo em portugal obrigada

Deixar um comentário